Afinal, como um software de gestão escolar integra família e escola? Entenda!

Uma educação de qualidade precisa transcender as paredes da escola. Afinal, o processo de aprendizagem é também uma significação do mundo ao redor de cada estudante. Por isso, estabelecer uma comunicação próxima com os familiares é fundamental. O uso de software de gestão escolar traz benefícios para os alunos.

Segundo pesquisas da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), a partir dos resultados do Pisa (exame internacional da entidade), a participação dos familiares é capaz de trazer reflexos positivos nas avaliações, como o aumento das notas.

Portanto, pensando na melhor experiência acadêmica, a gestão escolar deve incentivar e promover atividades de interação com os responsáveis pelos alunos. Reuniões, eventos comemorativos e debates pedagógicos são alternativas, mas a base está no fortalecimento da comunicação e da empatia.

Continue a leitura e descubra como a tecnologia pode ser utilizada para aproximar o diálogo entre escola e famílias, além de conhecer os benefícios dessa participação no processo de aprendizagem!

O impacto familiar na educação

Durante os primeiros anos da idade escolar, os familiares tendem a acompanhar de maneira mais próxima o desenvolvimento estudantil. No entanto, com o passar dos anos, há uma tendência de queda nessa interação — principalmente durante o Ensino Médio, quando o aluno procura por mais independência.

O desafio para a gestão escolar está em preservar o engajamento familiar e, ao mesmo tempo, promover a autonomia necessária para cada aluno. Por isso, aproximar-se dos responsáveis é importante para manter uma comunicação saudável e ativa que poderá trazer reflexos em toda a jornada de aprendizagem.

A presença familiar é capaz de motivar o estudante e instigá-lo ao conhecimento. Isso pode ser exemplificado pela empolgação de uma criança, ainda nas etapas iniciais do ensino, ao falar com sua família sobre o que aprendeu na escola naquele dia. Esse diálogo auxilia na memorização do aprendizado e aproxima o relacionamento parental.

A participação familiar é capaz de diminuir a taxa de evasão, aumentar o número de graduações, melhorar as habilidades sociais e disciplinares do aluno, ajudar na adaptação à escola e aumentar a crença estudantil na importância da educação.

Além disso, estabelecer uma comunicação saudável e próxima dos familiares ajuda no entendimento das especificidades do estudante. Dessa forma, é possível promover atividades pedagógicas mais eficientes e, de fato, motivar o aluno ao longo de todo o processo acadêmico.

Esse diálogo promove uma compreensão mais específica sobre cada arranjo familiar. Ou seja, gestores e professores podem conhecer melhor como é a estrutura familiar de cada estudante e qual a maneira mais adequada de estabelecer uma conexão.

A presença da família também traz benefícios no controle da disciplina. Quando professores e responsáveis dialogam abertamente sobre o rendimento acadêmico e o comportamento do aluno, é possível descobrir maneiras de mantê-lo concentrado e motivado com a disciplina.

Toda essa abordagem precisa ser feita com empatia. Ou seja, professores e gestores precisam colocar-se no lugar dos responsáveis e estar sempre abertos para um diálogo sincero e livre de julgamento. Dessa forma, é possível manter os familiares engajados no diálogo e descobrir maneiras de melhorar a concentração do aluno em sala de aula.

A tecnologia no auxílio da comunicação

Segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 138 milhões de pessoas possuem smartphone. O consumo dessa tecnologia promoveu o crescente aumento nos números de aplicativos instalados nesses aparelhos. Assim sendo, podemos dizer que o Brasil está cada vez mais conectado, e a comunicação mais dinâmica e acessível.

Em meio a esse contexto, a instituição escolar pode beneficiar-se desses números. Para tanto, é imprescindível mudar a postura e a forma de encarar a participação familiar. Os gestores precisam incentivar atividades que superem os cronogramas de reuniões entre responsáveis e professores. É preciso manter a comunidade bem informada e próxima ao cotidiano acadêmico.

Para transformar a participação familiar em algo realmente significativo, é preciso trazer pais ou responsáveis para dentro das instituições. Deve-se romper a inércia do diálogo, que geralmente espera algo impactante para acontecer: resultados de avaliações, possibilidade de recuperação, casos de indisciplina etc.

Gestores, diretores e professores devem promover uma cultura de diálogo e transparência com as famílias, chamando-as para acompanhar o desenvolvimento estudantil por meio de resultados acadêmicos diários. Assim, a responsabilidade pelo processo de aprendizagem do estudante é compartilhada e, consequentemente, torna-se mais eficiente.

Se o objetivo é formar seres humanos com capacidade crítica e social, a gestão escolar deve ter o máximo de atenção com a abordagem humana. Todo diálogo estabelecido entre escola, familiares e aluno deve ser pautado pelo respeito e pela honestidade. A empatia é a grande chave para a mudança.

A fim de promover uma comunicação direta e transparente, a tecnologia pode ser uma grande aliada. Com o uso dela, é possível enviar mensagens diretas para o celular ou computador de cada família. Assim, os responsáveis pelos estudantes ficam cientes do que foi abordado durante o dia letivo, podendo debater as questões com o aluno em casa.

O uso de software de gestão escolar na melhora da comunicação

Um software de gestão escolar pode ser um grande recurso na comunicação entre escola, aluno e responsáveis. Por meio dele, é possível acompanhar o cronograma letivo e as atividades de desenvolvimento acadêmico.

Contar com um software como esse permite à gestão escolar estreitar o relacionamento e promover a transparência necessária para tornar os familiares mais engajados nas atividades da instituição escolar. Além disso, os estudantes são beneficiados com a atualização dos conteúdos abordados dentro de sala de aula, mesmo em caso de ausência.

Esses softwares substituem os grupos no Facebook e no WhatsApp, centralizando a comunicação e otimizando o processo. Ou seja, os gestores podem encaminhar notificações para os responsáveis mais rapidamente, alcançando um maior número de pessoas.

Por sua vez, os professores podem atualizar diariamente o sistema com a disciplina lecionada e, além disso, oferecer materiais de apoio para consultas e aprofundamento. É possível ainda disponibilizar listas de exercícios e desafios para os estudantes fazerem com o apoio da família.

Em termos de disciplina, os responsáveis podem ser notificados imediatamente em caso de alguma ocorrência. Também é possível acompanhar o calendário acadêmico, com os dias em que avaliações serão aplicadas, o controle de presença em cada aula etc.

Por fim, um software de gestão escolar permite a aproximação necessária entre escola, estudantes e familiares de modo a promover a melhor experiência acadêmica possível.

Se você tem interesse em implementar um software de gestão escolar na sua instituição, entre em contato agora e conheça as particularidades e vantagens do Seduca!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *